As chances são grandes de você ter em seu site WordPress pelo menos 10 plugins instalados e ativos! Pois é, essas ferramentas ganharam espaço no coração de desenvolvedores e administradores WEB por sua objetividade, facilidade de uso e eficiência.

Para as mais distintas e complexas necessidades que um site possa apresentar – desempenho, compactação de imagem, exibição de slider, coleta de dados e estatísticas, sempre existe alguma dessas ferramentas para ajudar. Assim, quantos plugins WordPress precisamos para tunar nosso site, blog ou loja virtual?

Qual o Máximo de Plugins WordPress?

De uma solução rápida e fácil, os plugins podem vir a ser aquilo que está atrapalhando e trazendo problemas para o seu site. Contraditório, não?! Só no diretório WordPress encontramos mais de 40.000 plugins gratuitos. Eles estão ali, apenas esperando para que os usemos. É tentador!

Existem casos de usuários que equipam seus sites com mais de 100 plugins e os mesmos funcionam satisfatoriamente bem. Do mesmo modo, você pode ter um site lento, cheio de problemas e que utilize pouquíssimos plugins. Então, vamos ver aquilo que é importante saber para escolher o uso ou não de plugins e qual o número máximo de plugins WordPress a utilizar.

Máximo de Plugins - Como os plugins funcionam

Como Os Plugins Funcionam

Plugins WordPress são um conjunto de códigos que objetivam a realização de alguma tarefa ou implementação de uma nova funcionalidade. Assim, você tem plugins que interagem tanto no seu site em si (Front-End), quanto em seu Dashboard ou Painel Administrativo.

Em prol de realizar backups, análises, otimizações, criar ou personalizar widgets e sliders, os plugins podem agir em seu servidor de duas maneiras diferentes – com solicitações HTTP e queries ou consultas adicionais ao banco de dados. Por isso que o número máximo de plugins pode variar de acordo com o tipo de plugin que você escolhe para seu site.

Performance e Desempenho

Para quem está buscando ajuda para obter maior desempenho e performance para seu WordPress, o CanalWP tem dicas importantes que vão além do uso de plugins. Claro, nossas dicas não vão excluir a possibilidade do uso de plugins, mas pelo contrário – vão até facilitar e melhorar a utilização deles.

Quando falamos em deixar nosso site mais rápido, sempre visamos numa melhor usabilidade para nossos visitantes e melhor Page Ranking. Além dos plugins, existem outras escolhas que se unidas ao uso dos mesmos, você conseguirá um resultado matador.

Hospedagem Rápida e Gerenciada

Se você quer começar bem e ter um site de qualidade, a escolha por uma excelente hospedagem é um fator crucial. Aqui no blog nós temos posts incríveis sobre esse assunto.

Utilização de Código Simplificado

Para conseguir máxima performance e desempenho, escolher por temas bem desenvolvidos e que se preocupem com códigos otimizados e simplificados é imprescindível. Não faça como a maioria dos usuários que ficam na dúvida quando precisam escolher um tema e acabam comprando aqueles “Multiporpose” que vem com tudo que você acredita ser necessário. Na verdade, encontrar um tema especifico para o seu nicho é a melhor escolha que você pode fazer. Simples, com ótimo design e as funcionalidades que você precisa.

Plugins Escaláveis

Pouco parecido com o tópico anterior, é muito importante instalar plugins que tenha boas avaliações e de preferência, que venha de desenvolvedores seguros. Plugins adicionam código – muito ou pouco complexo, ao nosso site. Por isso é importante utilizar algo que não vá prejudicar a sua instalação WordPress.

Problemas com Plugins WordPress

Planejamento e estudo são os primeiros passos para fugir dos problemas com plugins WordPress, o que podem acarretar em brechas na segurança. Não precisa ficar assustado. Pois aqui vão algumas dicas fáceis para te ajudar a fugir daqueles “probleminhas com plugins”. Provavelmente você já cometeu algum dos erros que vamos citar abaixo. Então, se liga!

Funcionalidades Duplicadas

Primeira coisa ao instalar um plugin: você tem certeza de que a funcionalidade oferecida já não existe em seu site? Quem sabe, por algum plugin que você já tenha instalado anteriormente? A pressa pode ser sua inimiga. Estudar o plugin, tendo real noção sobre o seu objetivo e consequências para nosso WordPress é extremamente importante para não duplicar funcionalidades oferecidas por plugins distintos.

Um exemplo seria o uso do plugin Google XML Sitemaps junto com o plugin Yoast SEO (antigo WordPress SEO). Enquanto o plugin Google XML Sitemaps cria excelentes sitemaps, o plugin Yoast SEO já faz o mesmo e como muitas outras funções e opções muito mais avançadas. Então não sobrecarregue seu site com plugins WordPress que tenham funções duplicadas. Seja esperto e tente diminuir o número máximo de plugins pela qualidade.

Lentidão do Site

É praticamente unânime a ideia de que quantos mais plugins você tem, mas lento é o carregamento de páginas do seu WordPress. Como vimos antes, a escolha por uma hospedagem influencia e muito nesse processo, mas utilizar um plugin para gerenciamento de cache também é muito recomendado.

Plugins WordPresscomo o W3 Total Cache e o WP Super Cache são ótimos para armazenar arquivos estáticos. Eles tornam o tempo de pedido e entrega de arquivos muito menor, reduzindo a carga de processamento dentro do seu servidor.

Segurança!

Só porque um plugin está funcionando bem você não pode esquecer de assegurar-se que o mesmo é seguro. Usar plugins WordPress de fontes confiáveis e ainda mais importante, mantê-los com suas atualizações em dia – irá reduzir as chances de erros e conflitos de script em seu WordPress. Se um plugin está sempre sendo atualizado, fique feliz! Essa preocupação dos desenvolvedores é o que vai eliminar qualquer vulnerabilidade de spammers e hackers fazerem ataques com sucesso.

Para ter certeza de que um novo plugin não vai “quebrar” o seu site, realizar backup é obrigatório. 

Conclusão

Levando em consideração pontos cruciais para o número máximo de plugins – como confiabilidade, segurança e desempenho, o número médio de 20 plugins é considerado como ideal para um site de pequeno e médio porte. Focar na hospedagem e na simplicidade e qualidade de código para seu tema, pode tirar da sua lista a necessidade de instalar mais plugins. Há sites que utilizam mais de 100 plugins WordPress com hospedagens dedicadas ou gerenciadas.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Posts Relacionados: